A CULTURA DE MASSA NO BRASIL

OBJETIVO
Analisar o surgimento da cultura de massa no País e sua importância para a união cultural dos brasileiros.

Como não poderia deixar de ser, a modernidade englobou todos os aspectos da sociedade. Política, economia, comportamento, costumes e cultura foram, direta ou indiretamente, apropriados pelos mecanismos do sistema capitalista.

Se durante centenas de anos, a partir do século XIV, foi possível distinguir cultura erudita de cultura popular, no limiar do século XX, a industrialização em larga escala atinge os elementos dessas duas culturas, dando início à indústria cultural.

Utilizando-se, a princípio, de tecnologias inovadoras, como o rádio, o disco, o cinema, a fotografia e, mais tarde, a televisão, a indústria cultural pôde atingir um grande número de pessoas, sem distinção de classes, formando um novo mercado. Na verdade, a sociedade de consumo de massa.

No Brasil, um evento que caracteriza bem esse processo foi o lançamento do primeiro disco, contendo um genuíno produto da cultura popular. Trata-se do samba Pelo Telefone (ver Saiba Mais), gravado pelo sambista Donga, no estúdio da Casa Edson em 1917, no Rio de Janeiro.

A relevância dessa gravação reside no fato de que, até então, manifestações culturais de pobres e negros eram vistas com desconfiança pelas elites, sendo alvo de repressão. Ao patrocinar a gravação, a editora reconhecia não só o potencial artístico do novo estilo musical, mas também a sua viabilidade econômica.

A utilização intensiva dos novos meios de comunicação (revistas ilustradas, rádio e televisão) daria aos mercadores da cultura de massa o poder de definir padrões de consumo. A partir desse momento, popular deixa de ser o que foi produzido pela cultura do povo para se tornar aquilo que tem mais apelo mercadológico.

Crédito: Arquivo JB
TV Tupi, a primeira emissora da América Latina: foto publicada no Jornal do Brasil (18/09/2004)

Um ponto importante a ser ressaltado diz respeito ao poder das transmissões via rádio, iniciadas em 1922, e televisão, em 1950. De certa forma, as irradiações ajudaram a unificação cultural dos brasileiros. Gostos musicais, padrões de consumo, comportamentos e trejeitos lingüísticos foram sendo impostos à população, que avidamente consumia aquilo que recendia a modernidade. Impondo padrões, a indústria cultural possibilitou aos brasileiros o sentimento de pertencer a uma unidade cultural única, o Brasil.

 


Procure na internet definições para: cultura, cultura popular e cultura de massa.

Ensino Interativo Anhembi Morumbi

Impimir