Abertura . Bibliografia . Saiba Mais. Avaliação . Síntese

As Técnicas de Pesquisa

3. Entrevista

Por sua flexibilidade, a entrevista é adotada como técnica principal de investigação nos mais diversos campos das ciências sociais e de outros setores de atividades.

Entrevista é a técnica de coleta de dados na qual as perguntas são formuladas e respondidas oralmente. Trata-se, portanto, de uma conversação metódica, que proporciona ao entrevistador as informações solicitadas.

Como técnica de pesquisa, a entrevista é utilizada para a obtenção de informações a respeito do que as pessoas sabem, crêem, esperam, sentem ou desejam, pretendem fazer, fazem ou fizeram e também acerca das suas explicações ou razões a respeito de coisas anteriores.

O registro da entrevista deve ser feito no momento em que ela acontece, mediante anotações por parte do entrevistador ou com auxílio da gravação.

Na entrevista não cabe ao entrevistador concordar ou discordar das opiniões emitidas pelo entrevistado ele deve apenas ouvir procurando guiá-lo, levando-o a precisar, desenvolver e aprofundar os pontos abordados, mantendo-se interessado em sua fala.

Considerando-se o seu grau de flexibilidade, as entrevistas são classificadas em estruturadas (ou padronizadas) e não-estruturadas (ou não-padronizadas).

ENTREVISTA ESTRUTURADA

Nesse tipo de entrevista, o entrevistador segue um roteiro de perguntas previamente estabelecido, que não deve ser alterado ou adaptado.

Como no questionário, a entrevista estruturada poderá conter perguntas abertas e fechadas.

Clique aqui para ver um exemplo de entrevista estruturada.

ENTREVISTA NÃO-ESTRUTURADA

Corresponde ao modelo mais flexível de entrevista, caracterizando-se pela liberdade que o entrevistador tem para desenvolver cada situação em qualquer direção que considere adequada.

Geralmente, nesse tipo de entrevista, as perguntas são abertas e são respondidas no âmbito de uma conversação.

Apresenta três modalidades:

  • Por Pautas: o entrevistador se guia por uma relação de pontos de interesse (pauta), que vai explorando no decorrer da entrevista; tem a liberdade explorá-los fazendo as perguntas que julgar necessárias, na ordem e profundidade que quiser. É utilizada quando os pesquisados não se sentem à vontade para responder a perguntas formuladas com maior rigidez.
  • Focalizada: há um roteiro de tópicos relativos ao problema que se vai estudar, e o entrevistado fala livremente à medida que se refere a eles. Ao entrevistador cabe conduzir a entrevista não deixando que o entrevistado se desvie do assunto.
  • Não-dirigida: o entrevistado fala livremente a respeito do tema, expressando suas opiniões e sentimentos; o entrevistador tem a função de incentivar a entrevista, levando o informante a falar sobre o assunto, sem, entretanto, lhe fazer perguntas. Esse tipo de entrevista é o menos estruturado possível, sendo utilizado nos estudos exploratórios, que visam abordar realidades pouco conhecidas pelo pesquisador.

Veja no Saiba Mais as vantagens e desvantagens da entrevista como técnica de pesquisa.